Oswaldo Eustáquio
Jorge Lange entre a cruz e a espada

O vice-prefeito de Cascavel Jorge Lange está entre a cruz e a espada. Sem decolar nas pesquisas, amigos e correligionários não querem que ele seja candidato para evitar o desgaste político, pois se Jorge for candidato e fizer uma votação pequena, que é a tendência devido as graves denúncias que culminaram em sua exoneração da Secretária de Obras em Cascavel, ele pode perder força política na região.

O crescimento da candidatura do policial Madril e o apoio do prefeito Paranhos também as candidaturas de Adelino e Gugu Bueno deixam cada vez mais longe as chances de Lange, que, ao que tudo indica, terá uma dura decisão nos próximos dias. Sobram poucos votos na capital do oeste e como Lange não construiu base fora, o sonho fica mais distante. André Bueno, além dos votos em Cascavel, disse a este jornalista que tem base em mais de vinte municípios.