Oswaldo Eustáquio
Ministério Público denúncia ex-vereador foragido por cometer 37 vezes o mesmo crime

A Promotoria do Patrimônio Público de Pinhais apresentou denúncia criminal contra o ex-vereador Leonildo Sandri por reter parte do salário de seus funcionários por 37 vezes. De acordo com o MP, os servidores comissionados eram obrigados a devolver parte dos seus vencimentos ao ex-vereador.

Conforme apurou o Ministério Público, três ex-assessores prestaram depoimento falso, mentindo quanto a divisão dos seus ganhos por pressão de Leonildo, mas documentos obtidos pelo órgão descobriram a armação. Um outro réu, aliado ao ex-vereador teria oferecido uma recompensa para que um ex-servidor mentisse em juízo.

NO dia 20 de novembro, o Núcleo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu mandado de busca e apreensão na residência do ex-vereador e dos outros réus, um deles chegou a ser preso. O ex-vereador Leonildo Sandri está foragido há 15 dias. Qualquer informação sobre seu paradeiro pode ser informada ao Ministério Público.

A ação faz parte da operação racha que investiga a devolução de parte dos salários de servidores comissionados para ex-vereadores e atuais vereadores de Pinhais.