Quatro Barras

Alunos desenvolvem projeto de abelhas sem ferrão

Implantação de jardins de mel na cidade é uma das etapas do projeto. Meta é preservar as florestas
Prefeito Lara recebe alunos e equipe pedagógica da Escola Ernesto Milani (Foto: PMQB)

Alunos da Escola Municipal Ernesto Milani, na Colônia Maria José, estão desenvolvendo um projeto inspirador: a criação de abelhas sem ferrão, uma das principais polinizadoras e conservadoras das florestas. Na última semana, os alunos Alana, Gabriel e Douglas visitaram o prefeito Angelo Andreatta (Lara) para apresentar o projeto e incentivar a criação de jardins de mel na cidade.

A professora Janaine Batista Moreira Mombach disse que a ideia é que a escola tenha sua própria caixa de abelhas sem ferrão, e que também lá seja cultivado um jardim de mel, com plantas e flores propícias para a perpetuação da espécie.

"Vamos colocar uma caixa de abelhas da espécie Mandassaia. A proposta é alertar sobre a importância de preservar as florestas", contou. Os três alunos, que foram os porta vozes da turma, falaram mais sobre o projeto chamando a atenção para o papel das abelhas na natureza.

"As abelhas são responsáveis por 90% da polinização das matas nativas. Por serem sem ferrão, são inofensivas e essenciais para o meio ambiente", contaram as crianças.

Lara disse que recebeu as novidades com carinho e responsabilidade. "Fico extremamente feliz de ver um projeto fantástico como este que traz uma lição de cidadania, de respeito com a natureza, de consciência e preservação. Desde já contem comigo", disse o prefeito.

A primeira caixa será doada pela própria professora, que junto com o esposo cria abelhas sem ferrão. Mas o projeto acontece a várias mãos e com muita torcida. Na reunião com o prefeito, também participaram a supervisora Cristina Godoy, a coordenadora pedagógica da Secretaria, Izaltina Vicente Carneiro; a diretora Luciana Castilho; e a coordenadora Adriana Grassmann.

O projeto será inscrito no Concurso Agrinho e deve ter novos desdobramentos. Além da caixa e do jardim previstos para a escola, a proposta das crianças e educadoras é instalar em outros pontos da cidade, iniciando pela Casa da Cultura, que abriga em seu entorno uma trilha ecológica e uma extensa área verde.

O prefeito pediu às crianças para que continuem cuidando da escola e disse que será um dos apoiadores do projeto.