Geral

Atriz Fernanda Montenegro recebe comenda da Ordem da Luz dos Pinhais

Prefeito Rafael Greca, homenageia a atriz Fernanda Montenegro, com a Comenda Municipal da Ordem da Luz dos Pinhais, durante o lançamento do livro da atriz, no Memorial da Cidade (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

A noite desta terça-feira (04/12) foi histórica no Salão Paranaguá, do Memorial de Curitiba, no Largo da Ordem. Em cerimônia, que contou com apresentação do coro da Camerata Antiqua, o prefeito Rafael Greca entregou a comenda Municipal da Ordem da Luz dos Pinhais de Curitiba para a atriz Fernanda Montenegro.

A entrega do título a uma das maiores atrizes brasileiras ocorreu durante o lançamento da obra Fernanda Montenegro: itinerário fotobiográfico. A primeira-dama Margarita Sansone, o ex-governador Jaime Lerner, o vice-prefeito Eduardo Pimentel e a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro, também participaram da homenagem.

“Nesse recinto concebido para eternizar a memória de Curitiba, a partir do ano 300 da nossa cidade, nós homenageamos Fernanda Montenegro. Não é sem propósito. A Fernanda Montenegro é pura luz. Ela entrou em Curitiba com a luz da sua palavra redentora, exercida através do oficio de inaugurar o Teatro Salvador de Ferrante, o Guairinha”, relembrou o prefeito. 

Rafael Greca também se referiu ao período em que a artista e o marido, o ator Fernando Torres, moraram em Curitiba nos anos 1990 para a produção de um espetáculo. 

“A Fernanda Montenegro fez uma escola de teatro na produção da peça ‘Dias Felizes’, de Samuel Beckert, que foi uma verdadeira escola de iluminação, figurino, de produção e de interpretação de teatro”, disse Greca. “Curitiba pôde aprender muito com os dois e pôde auferir a aura renascentista dessa grande alma que está entre nós. Não há história sem cultura. Venturosa você Fernanda, repetindo um verso de Homero, na Odisseia. Venturosa você que, como Ulisses, fez uma grande jornada. Deus te abençoe e viva Curitiba!”, completou o prefeito.

A presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, ressaltou a importância do reconhecimento à atriz. “A homenagem a Fernanda Montenegro com a medalha da Luz dos Pinhais é um reconhecimento da cidade de Curitiba à grande atriz e sua belíssima trajetória. Símbolo da cultura do país, Fernanda sempre teve um carinho especial pela cidade, incluindo Curitiba em suas temporadas”, afirmou.

Homenagem

A Comenda Municipal da Ordem da Luz dos Pinhais de Curitiba é a honraria máxima da capital paranaense e é oferecida àqueles que contribuíram ao engrandecimento da cidade e do bem-estar de seus habitantes. Banhadas a ouro, as medalhas são inspiradas na obra "Homem à Altura dos Pinheiros”, de João Turin, com o desenho de um homem de braços abertos em um cenário de pinheirais. A imagem remete ao Homem Vitruviano, símbolo do Renascimento, de Leonardo Da Vinci.

“É impressionante, porque eu sou testemunha na pele de que desde 1955 Curitiba e naturalmente também o Paraná, tem uma vivência tradicional de dinâmica cultural. Porque o povo daqui, o povo deste estado, desta cidade, se expressa e exige que a cultura seja um caminho de vivificação, de afirmação de uma nação, de uma cidade, de um estado. Então, Greca, hoje eu estou surpresa. Eu não esperava essa festa toda. Em meu nome, em teu nome Fernando, e em nome dos meus filhos e dos meus três netos, muito obrigada”, afirmou a atriz Fernanda Montenegro. 

Muito emocionada e com lágrimas nos olhos, a artista também ressaltou a relevância do apoio recebido, ao longo da sua carreira, de seu marido, o ator Fernando Torres, falecido em 2008.

“Eu não existiria aqui sem Fernando, um companheiro cúmplice. Ter uma mulher de sucesso não é pra qualquer um. E esse homem não foi só um companheiro de vida, mas foi um homem que deu toda uma infraestrutura para eu alcançar esse momento que estou vivendo aqui. Por isso que eu me lembro dele. Então, esta cidade faz parte da minha memória e da minha geração”, disse.

A atriz ainda aproveitou a ocasião e defendeu a importância da cultura para um povo. “Uma nação sem cultura ativa não existe. Na medida em que não se estimula e não se honra a cultura de uma nação, o que nós somos? Animais. Há esse fenômeno que sempre acham que cultura é dinheiro. Não, cultura não é dinheiro. Mas é preciso que o dinheiro da nação seja realmente em torno da cultura”, concluiu a artista.

Livro

A convite do prefeito Rafael Greca, Fernanda Montenegro incluiu a capital paranaense no roteiro de lançamento da sua fotobiografia e esteve no Memorial de Curitiba para sessão de autógrafos. Com muita disposição e simpatia, a artista não só assinou, como ouviu relatos e fez fotos com os presentes.

Editado pelo Sesc São Paulo, o livro tem 500 páginas, divididas em 11 capítulos. A obra traz a trajetória pessoal e profissional de mais de sete décadas de carreira da atriz. O material, organizado pela própria Fernanda, inclui fotos inéditas de seu acervo pessoal, cartas e registros raros de atuação ao lado de outros grandes do palco, como Nathália Timberg, Paulo Autran e Sérgio Britto. 

“O lançamento de seu livro dos 70 anos de carreira foi um grande presente para a cidade de Curitiba e será sem dúvida, inesquecível para cada uma das pessoas que lá estiveram recebendo seu olhar carinhoso, suas palavras amorosas e seu precioso autógrafo”, destacou a presidente da FCC, Ana Cristina de Castro.  

Foram necessários cinco anos de trabalho para a editora e a atriz produzirem o livro, que inclui depoimentos de escritores, diretores, críticos de arte, atores e amigos. Fernanda, que participou ativamente da produção selecionando materiais, compondo textos e depoimentos, faz ainda uma comovente homenagem ao seu companheiro de trabalho e vida, Fernando Torres.

Carreira

Fernanda Montenegro é considerada uma das melhores atrizes brasileiras, e é reconhecida como a grande dama do teatro, do cinema e dramaturgia do País. Ela foi a primeira latino-americana e a única brasileira já indicada ao Oscar de melhor atriz. Também é a única atriz indicada ao Oscar por uma atuação em língua portuguesa, por sua atuação no longa-metragem Central do Brasil, de 1998. Dentre os inúmeros prêmios nacionais e internacionais que recebeu em seus mais de setenta anos de carreira, em 1999 foi condecorada com a maior comenda civil do país, a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito.

Presenças

O lançamento de Fernanda Montenegro: itinerário fotobiográfico reuniu diversas autoridades, entre elas, secretários municipais, administradores regionais, o presidente da Câmara dos Vereadores, Serginho do Posto e vários representantes da classe artística curitibana.