Geral

Câmara aprova projeto que permite modernização no sistema de transporte

Câmara aprova projeto que permite modernização no sistema de transporte (Foto: Luiz Costa/SMCS)

A Câmara Municipal aprovou nesta quinta-feira, por unanimidade, o projeto de lei enviado pelo município criando condições para modernização do sistema de bilhetagem no transporte coletivo da capital.

A proposta, que será implementada de maneira gradual, trará mais segurança ao sistema de transporte público, uma vez que o volume de dinheiro vivo em circulação. Ela também colabora de maneira fundamental para a sustentabilidade financeira do sistema.

O presidente da Urbs (Urbanização de Curitiba S.A.), Ogeny Pedro Maia Neto, lembra que o projeto foi mediado pelo Ministério Público do Trabalho, com participação dos sindicatos.

“A medida dá condições de evolução tecnológica ao sistema, com impacto nos custos e garantias aos trabalhadores”, diz Maia.

“Os trabalhadores do sistema serão qualificados para outras funções”, explica ele. Os cursos estão sendo oferecidos pelo sindicato das empresas. A transição será feita ao longo de quatro anos.

“Não haverá nenhuma demissão em massa”, afirma Maia. Durante o período de transição e na medida em que o sistema de bilhetagem eletrônica for sendo implementado, haverá substituição orgânica – ou seja, os cobradores que saem espontaneamente ou se aposentam não serão substituídos.

“Há, portanto, garantias para os trabalhadores”,  resume o presidente da Urbs, destacando que se trata de uma redução dessa atividade e não da extinção – várias linhas continuarão tendo a função.

Mudanças

Com a alteração, o passageiro entrará no sistema apenas com cartão-transporte, sem precisar movimentar dinheiro para o pagamento da passagem.

Para o ano que vem a Urbs fará a programação das linhas de ônibus que terão atendimento exclusivamente com cartão-transporte.

A medida vem junto do credenciamento de mais postos de venda de crédito de transporte. Três novas empresas já estão cadastradas. Também há previsão de venda de recarga em totens.

Atualmente 60% dos passageiros de Curitiba entram nos ônibus das linhas urbanas da capital usando o cartão-transporte. Com mais pontos de recarga a Urbs estima um aumento significativo nesse número.

“Esse credenciamento vai colocar a possibilidade de recarga dentro de agências bancárias, farmácias, lotéricas e até supermercados, facilitando muito para os passageiros”, diz o presidente da Urbs.