Geral

Candidato do PSC Negro segue na corrida ao Senado e partido declara apoio a Oriovisto

O Partido Social Cristão (PSC), maior sigla da coligação de Ratinho Júnior ao governo do estado mantém o nome de Renan da Mata, secretário-geral do partido no Paraná e fundador do PSC Negro, para disputa ao senado.

O Partido Social Cristão (PSC), maior sigla da coligação de Ratinho Júnior ao governo do estado mantém o nome de Renan da Mata, secretário-geral do partido no Paraná e fundador do PSC Negro, para disputa ao senado.

"O Renan pode ser o primeiro senador negro da história do Paraná. Temos uma ampla base no estado com 41  prefeitos e mais de 200 vereadores no estado", disse Hidekazu Takayama, presidente estadual do partido.

O PSC informou também que apoia o nome de Darci Piana, escolhido como candidato a vice de Ratinho Júnior e do professor Oriovisto Guimarães ao Senado. "Teremos uma grande chapa ao senado. Um candidato representando o movimento negro e com apoio da igreja evangélica, o Renan da Mata. Outro candidato representando o empresariado, o professor Oriovisto. Uma chapa vencedora", disse Takayama. Estou feliz com esta composição e quero levar Oriovisto também para as nossas bases e igrejas pedindo voto para Renan, Oriovisto e Ratinho Júnior", completa Takayama O vice-presidente do PSC no Paraná, Leonaldo Paranhos foi importante para a coalisão. Para o prefeito de Cascavel a candidatura do PSC fortalece a campanha majoritária de Ratinho Júnior no meio evangélico e no movimento negro e em nada atrapalha a candidatura de Oriovisto, que segue forte no meio empresarial. Ele acredita que é uma soma em pról da coligação em que todos saem ganhando. 

Renan da Mata nasceu no sertão da Bahia e trabalhou na colheita de laranjas e no corte de cana na sua adolescência e juventude. "Fui uma criança pobre. Eu e meus nove irmãos íamos a escola pensando na merenda, que muitas vezes faltava porque já naquela época políticos corruptos tiravam a merenda da boca das crianças. Hoje sou dirigente de um dos mais importantes partidos do país e quero ser senador para não deixar acontecer com os meus filhos e com os filhos dos brasileiros o que aconteceu comigo", disse Renan.

O postulante ao senado do PSC Negro disse ainda que sua candidatura fortalece a chapa de Ratinho Júnior. "Tenho acesso aos irmãos negros que não são minoria. Representamos 24% da população de Curitiba e quase 30% da população do Paraná. Tenho apoio também  da Igreja Assembleia de Deus no estado, que tem mais de um milhão de membros", disse Renan