Paraná

Cida amplia papel para o Conselho e Desenvolvimento Econômico e Social

(Foto: Divulgação)

A governadora Cida Borghetti propôs nesta terça-feira, 3, a criação de câmaras temáticas no Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (Cedes), um fórum consultivo que reúne representantes da sociedade civil organizada e integrantes da administração estadual. A proposta faz parte de um conjunto de iniciativas estudadas pelo Estado para promover ações que permitam o crescimento socioeconômico ordenado do Estado, a médio e longo prazo. 

“Quem não sabe para onde vai, nunca chegará. Por isso precisamos pensar o futuro do Estado agora, a fim de garantirmos oportunidades aos paranaenses daqui 20, 30 anos”, afirmou Cida Borghetti durante reunião do conselho no Palácio Iguaçu.

A proposta da governadora também prevê a reunião regular dos conselheiros. “Nossa proposta é de uma política de Estado”, disse.   

As inovações propostas por Cida Borghetti vão garantir que o conselho de desenvolvimento participe ativamente deste processo de planejamento do futuro do estado. A governadora afirmou que o conselho já é um ambiente de cooperação e a criação de câmaras temáticas vai permitir ao fórum uma participação mais efetiva no levantamento de informações e propostas para planejar o Paraná para os próximos anos. 

Temas - Os temas das câmaras serão definidos em conjunto pelos integrantes do conselho, mas deverão ser pautados nas atribuições legais do Conselho, conforme o decreto número 1311/83. O decreto prevê a proposição de ações que otimizem a atuação do Estado nas áreas de desenvolvimento econômico e social para melhorar a vida das pessoas. 

Futuro – A governadora apresentou também o plano base de desenvolvimento do Paraná, que segue o modelo estabelecido em Maringá, em 1996. A cidade foi reconhecida pela segunda vez consecutiva a melhor cidade do Brasil para se viver. “Isso é o resultado de mais de 30 anos de planejamento proposto pela sociedade organizada em parceria com o poder público”, destacou. 

O projeto prevê a participação da sociedade na tomada de decisões. “Se pensarmos no futuro agora não cometeremos erros no futuro”, afirmou o secretário estadual de Desenvolvimento Urbano Sílvio Barros. 

Barros detalhou as ações já adotadas pelo governo com o mesmo objetivo, como o Governo Digital, ferramenta que agrega os serviços online do estado em uma mesma plataforma; frota de veículos compartilhadas e enxugamento da máquina pública. “Estamos preparando o Paraná para enfrentar os desafios que virão”, afirmou. 

Concretizar - O presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, afirmou que os integrantes do Conselho estão empenhados na concretização do projeto. “As medidas adotadas hoje são o início para garantir a sequência do planejamento independente do momento do Governo. Hoje vimos a apresentação de um plano efetivo, ondo o Estado tem sua participação e a sociedade a responsabilidade de apoiar e pensar em conjunto”, destacou. 

Cades - O Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado do Paraná é um órgão colegiado governamental e não governamental, que integra a Governadoria. Além de propor medidas, o Conselho faz o acompanhamento do Plano Sustentável de Desenvolvimento (PSD) do Paraná com foco em 2.030, integrado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) aprovados na Cúpula das Nações Unidas, em setembro de 2.015. 

Tecnologia - Na reunião no Palácio Iguaçu também foi assinado o acordo de cooperação técnica entre Secretaria de Infraestrutura e Logística e o Tecpar para a implantação da metodologia Modelagem da Informação na Construção. A ideia é que todas as obras do Governo do Estado tenham implantação de novas tecnologias.