Política

Cida Borghetti é a candidata mais popular entre os internautas

A presença maciça dos candidatos ao Governo do Estado nas redes sociais é uma prova de que o meio digital terá influência na decisão do voto. Indo contra as pesquisas de intenção de votos divulgadas recentemente, a candidata Cida Borghetti (PP) é a mais popular entre os internautas. Os números de Cida Borghetti surpreendem e deixam os dois outros principais candidatos bem atrás, quando o assunto é relacionamento com o público. Apenas, uma postagem alcançou mais de 1,5 milhão de usuários do Facebook.

As postagens da atual governadora do Paraná tem uma média de 3 mil curtidas. No dia 30 de agosto, uma publicação no Facebook sobre propostas para segurança pública atingiu 43 mil reações positivas e quase dois mil comentários, enquanto a do candidato Ratinho Junior sobre saúde, publicada na mesma rede e em horário próximo, ficou em 219 reações, nem 5% do engajamento da concorrente.

No comparativo direto, Ratinho tem em média 300 curtidas nas publicações e Cida passa de 3 mil. João Arruda é o que tem o menor envolvimento, a média de curtidas nas publicações são 50 por postagem.

Quando comparado com comentários, Cida também dispara na frente dos demais. Com cerca de 200 por publicação. Os outros dois candidatos mantém uma média de 30.

Segundo a empresa especializada em soluções em atendimento digital Hiplataforn, a interação dos eleitores nas redes sociais causa um grande impacto na decisão das pessoas. “O que chama a atenção é a vontade e a disponibilidade das pessoas em propagar algo”, afirmam no site corporativo.

E tem muito eleitor conectado no Paraná. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad C do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) mais da metade da população paranaense está conectada à internet. São 6,64 milhões de pessoas (67,2%). A média nacional é de 64,7%. Sendo que a maioria (89 do total) são jovens entre 19 e 24 anos.

Para o especialista e professor universitário Sandro Rodrigues , o engajamento das redes sociais vai além dos números. Segundo ele o engajamento é analisado por quatro fatores: envolvimento, interação, intimidade e influência. “Analisando os números conseguimos saber o que as pessoas estão dizendo sobre aquele determinado perfil e o quanto aquele conteúdo pode reverter ao consumo, ou no caso de uma campanha eleitoral em voto”, explicou.

“Hoje as redes se tornaram um braço importante de uma campanha eleitoral, que aliada ao corpo a corpo fará muita diferença no final”, completou.

De acordo com a assessoria da candidata Cida Borghetti, a tal influência é real. “Os números são convertidos em realidade quando Cida participa de um evento e tem o Feedback positivo dos eleitores”,

Eles atribuem os bons números a trajetória política, experiência em gerir o Estado, boas propostas e carisma da candidata. “Cida tem muito a mostrar e dedica tempo para atender o público dentro e fora das redes. Isso faz a diferença e o resultado está ai para todo mundo ver”.