Paraná

Copel é a empresa pública mais transparente do Brasil

(Foto: ANPr)

Um estudo inédito realizado pela associação Transparência Internacional (TRAC Brasil) mediu o nível de transparência nas atividades das 100 maiores empresas e dos dez maiores bancos brasileiros, destacando a Copel como a melhor colocada entre as empresas públicas avaliadas. O resultado está em um relatório divulgado pela instituição nesta terça-feira (30), em evento promovido na capital paulista. No ranking geral, a Companhia Paranaense de Energia aparece em 8º lugar.

A seleção das empresas participantes foi feita com base em um levantamento do jornal Valor Econômico, e a pesquisa, realizada ao longo do segundo semestre de 2017, teve como objetivo avaliar o modo como estas empresas divulgam informações sobre suas práticas anticorrupção, estrutura organizacional e – no caso das multinacionais – os dados financeiros relativos à atuação em outros países. A Copel obteve um índice de 96% na avaliação de divulgação do seu programa anticorrupção, e 75% no quesito transparência organizacional.

Para o presidente Antonio Sérgio Guetter, o resultado reflete os esforços empreendidos nos últimos anos no sentido de aprimorar ainda mais a transparência da gestão, incluindo a instituição de uma diretoria de Governança, Risco e Compliance no final de 2016. “Nos antecipamos ao cumprimento das exigências da Lei Anticorrupção e da nova Lei das Estatais, e o relatório divulgado hoje mostra que estamos no caminho certo”, afirma.

DOIS GRUPOS - Além de obter um dos melhores desempenhos individuais do ranking elaborado pela TRAC Brasil, a Copel integra ainda dois grupos que se destacam no documento. Entre as dez primeiras colocadas, quatro são oriundas do setor elétrico nacional: Neoenergia, EDP – Energias do Brasil, CPFL Energia e Copel. A pesquisa também aponta uma correlação positiva significativa entre transparência e abertura de capital, ou seja: as companhias com ações negociadas no mercado saem-se em geral melhor que as demais, caso da Copel, cujas ações integram as bolsas de São Paulo, Madri e Nova Iorque.

Os dados foram comemorados pelo diretor de Governança, Risco e Compliance da empresa, Fabio Malina Losso. “Recebemos com grande alegria a notícia sobre a excelente colocação da Copel na pesquisa, que é resultado da colaboração de todo o time da Copel com nossos projetos. Vamos continuar o trabalho por um ambiente de transparência interna e externa, em conformidade com o que a lei exige e com as melhores práticas de governança corporativa e compliance”, comenta o diretor.

Mais informações sobre a atuação da Copel na área de governança podem ser obtidas no Portal da Transparência, criado em 2014, e também no Programa de Integridade da Companhia, ambos disponíveis no site www.copel.com