Paraná

Copel inicia construção de subestação compacta Água Verde, em Curitiba

(Foto: Departamento Fotográfico - SECS)

A Copel deu início à construção de uma nova subestação de energia em Curitiba. Compactada e abrigada em uma edificação de três andares – sendo um subterrâneo – a Subestação Água Verde vai operar na tensão de 69 mil Volts, beneficiando diretamente a 25 mil domicílios dos bairros Água Verde, Rebouças, Parolin, Guaíra, Portão e Vila Izabel. Orçada em R$ 23 milhões, a obra deve entrar em operação no final do primeiro semestre de 2019. 
A nova subestação confere mais segurança e estabilidade ao sistema elétrico na região central da capital, conectando-se às subestações Parolin e Santa Quitéria e servindo de alternativa para o fornecimento de energia em caso de emergências ou desligamentos. Ao disponibilizar mais energia, a unidade também permite a ampliação de cargas na região, como na ligação futura de novas residências e empreendimentos públicos e comerciais.
“À medida que a população cresce e o consumo aumenta, a Copel precisa expandir a rede elétrica e modernizar a infraestrutura do sistema, para garantir energia a todos e também suportar a construção de hospitais, escolas e indústrias”, explica Antônio Guetter, diretor da Copel Distribuição. “Para tanto, investimos em tecnologias que atualmente permitem a instalação destas estruturas em edificações fechadas e com pequena área ocupada, o que garante maior segurança e discrição à obra, sem qualquer transtorno para a comunidade de entorno”. 
ISOLADA A GÁS – Localizada na esquina das ruas Mato Grosso e Amazonas, a Subestação Água Verde é do tipo abrigada e isolada a gás (GIS), o que lhe permite ocupar uma área menor de terreno, sem os típicos barramentos aéreos das subestações convencionais. 
Toda a instalação, incluindo barramentos, transformadores e demais equipamentos, são instalados dentro de uma edificação, fazendo com que a subestação se assemelhe a um prédio comercial comum. “A edificação é projetada de modo a formar um conjunto arquitetônico de baixo impacto visual, com boa estética e acabamento, em harmonia com a cena urbana local”, afirma Guetter.
A Subestação Água Verde será a primeira da Copel a contar com três andares, o que, aliado à tecnologia de isolamento a gás implementada, vai permitir ocupar uma área de terreno 85% menor que uma subestação aberta convencional.