Pinhais

Cuidados com o mosquito Aedes Aegypti devem continuar

Foto: PMP

Mesmo com a queda nas temperaturas os cuidados com mosquito Aedes Aegypti devem ser mantidos. O vetor transmite diferentes doenças como Dengue, Zika Vírus e Chikungunya.  Em Pinhais, o Departamento de Vigilância Ambiental realiza o Programa Municipal de Combate a Dengue, em que os agentes de combate a endemias realizam periodicamente o controle de vetores e entre eles, o Aedes Aegypti.

Segundo informações da gerente de vigilância ambiental, Cristiane Barros, os mosquitos se desenvolvem em locais simples, como vaso sanitário, balde, pneus, calhas, poças, pratos de vasos, entre outros. “Por isso, é necessário que a população fique atenta e evite pontos de água parada para que o mosquito não se crie”, destaca.

Como é o mosquito Aedes Aegypti?
É um pouco menor que o pernilongo comum, preto, com manchas brancas no corpo e nas patas. Se reproduz em água limpa e parada. Não faz zumbido e se alimenta (pica) principalmente durante o dia.
 

Quais são os sintomas da doença?

 

Febre alta; dor de cabeça; dores fortes nas articulações, na musculatura e no fundo dos olhos; cansaço; náuseas e vômitos e manchas vermelhas no corpo.

ATENÇÃO! Aparecendo mais de um destes sintomas, procure a unidade de saúde mais próxima. E lembre-se: remédios para dores ou febres somente com prescrição médica. Alguns remédios são contraindicados em caso de suspeita de dengue.

Serviço

A Gerência de Vigilância Ambiental (GEVAM), da Secretaria Municipal de Saúde de Pinhais, atende reclamações sobre a existência de locais que favorecem o desenvolvimento de mosquito da dengue. O atendimento funciona das 8h às 17h, por meio do telefone (41) 3912-5396.