Quatro Barras

Distrito de Borda do Campo comemora seu Jubileu de Ouro

Momento foi de homenagem à Paulo Cruz Pimentel, governador do Paraná 1966/1969, e Arildo Zatoni escultor Bordacampense
Prefeito Lara e neto do então governador Paulo Cruz Pimentel, Eduardo Pimentel, descerram placa comemorativa ao Cinquentenário da Borda do Campo (Foto: PMQB)

Na terça-feira (22), em sessão solene na Câmara de Vereadores o neto do ex-governador Paulo Cruz Pimentel, atual vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, recebeu em nome do avô o Título de Cidadão Honorário de Quatro Barras.

O então governador assinou em 22 de agosto de 1968 a Lei 5.828/68 que criou o Distrito da Borda do Campo. A honraria concedida ao ex-governador é uma forma de gratidão e reconhecimento pelo legado à cidade que a época tinha apenas 7 anos de emancipação.

Eduardo Pimentel diz que se sente orgulhoso em receber a homenagem em nome do avô. “Muito orgulhoso em receber em nome do meu avô Paulo Pimentel o Título de Cidadão Honorário de Quatro Barras pela criação, como então governador, do distrito de Borda do Campo, em 1968. Com sete mil moradores, o distrito é hoje um grande centro turístico da região como base do Morro do Anhangava e do Caminho do Itupava”, disse Eduardo.

A noite foi de homenagens também aos pioneiros vereadores da época. O único vereador vivo daquela legislatura, Gastão da Silva Pinto, foi aplaudido de pé pela população que lotava o plenário. Os vereadores da época não recebiam salários para o exercício da função.

A sessão também serviu para homenagear Arildo Zatoni, conhecido como “Nego”. O artista bordacampense é reconhecido pelas belíssimas esculturas em pedra nas praças da capital paranaense. As esculturas “Homem de Pedra” que está na Praça Daniel Mocelin, em Quatro Barras e o “Cavalo Babão” no Largo da Ordem, além das bases e torre do monumento à Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, na Rua Barão do Cerro Azul, e o Chafariz da Rua XV de Novembro, em Curitiba, são obras assinadas pelo artista.

A Praça em comemoração ao cinquentenário do distrito da Borda do Campo recebeu o nome de Arildo Zatoni em homenagem ao artista local. O mestre da cantaria ainda foi lembrado pelo monumento “Pedra do Sol”, que adorna o centro da praça.

A escultura dos canteiros Gláucio Pereira, enteado de Arildo, e Luis (Preto) Honório, marca os 50 anos do distrito. Todas as tardes, exatamente as 17h, a pedra é trespassada pelos raios de sol. Uma justa homenagem ao canteiro que esculpiu na pedra a sua poesia.

O prefeito Angelo Andreatta (Lara), natural da Borda do Campo rendeu homenagens as autoridades e aos artistas locais. “Somos gratos ao ex-governador Paulo Cruz Pimentel pela criação do distrito da Borda do Campo. Agradeço a todos os vereadores da época, aqui representados pelo Gastão da Silva Pinto, em especial ao meu tio Francisco Andreatta”, disse Lara.

A noite de homenagens que emocionou o público presente ainda teve a surpresa proporcionada pelo colunista do Jornal Agora Paraná, Sady Ricardo, interpretando o clássico “Meu País”, do maestro Dante Borba. 22 de agosto de 2018, um dia histórico para a Borda do Campo e para a cidade de Quatro Barras.