Pinhais

Ideb: Pinhais supera meta e tem a 3ª melhor média da Região Metropolitana de Curitiba

O município ficou acima da meta estabelecida e atingiu a média de 6,7
(Foto: PMP)

Na última segunda-feira (3), o Ministério da Educação divulgou os números do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Pinhais ficou acima da meta estabelecida e atingiu a média de 6,7; o que o coloca como terceiro colocado entre os 29 munícipios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC).

Os resultados referentes ao desempenho dos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental correspondem a um amplo trabalho realizado pela administração municipal de Pinhais para melhorar a qualidade da educação.

Para a secretária de Educação, Andrea Franceschini, o resultado é reflexo de um conjunto de ações. "Acima de tudo devemos acreditar no que fazemos; fazer com muita dedicação muito trabalho, com muito amor. Acreditar também que a educação é o único meio transformador das realidades de todas as pessoas. No dia em que tivermos uma educação para todos e por todos nós teremos de fato um mundo melhor. É importante frisar que, aqui em Pinhais, estamos no caminho certo, mas temos muitos desafios ainda pela frente. Outro fator essencial são as parcerias, seja com as demais secretarias municipais ou instituições de fora, como a UFPR E UTFPR, que vêm pra somar embasar toda nossa teoria", ressalta a secretária.

Na opinião de Andrea, o resultado vem para coroar o trabalho realizado pelos profissionais da educação de Pinhais. "Isso também nos faz destacar o quanto nossos profissionais, sejam os que atuam nas unidades de ensino quanto na secretaria, estudam, se aperfeiçoam, para buscar estes resultados positivos". A secretária ainda destaca outros pontos:

Políticas públicas desenvolvidas com muita seriedade;

Acompanhamento pedagógico constante;

Formação continuada;

Dedicação dos profissionais de todas as áreas;

Atendimento especializado aos alunos com deficiências e dificuldade de aprendizado;

Estrutura física adequada;

Material pedagógico e de apoio para alunos e professores;

Merenda de primeira qualidade;

Gestão democrática, participação efetiva da comunidade nas decisões da gestão escolar por meio dos conselhos escolares e APMFs;

Projetos que somam e auxiliam o aprendizado, como música, dança, línguas, xadrez, fanfarra, leitura, balé, karatê.

Ideb

Criado no ano de 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o índice representa a iniciativa pioneira de reunir, em um só indicador, dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: fluxo escolar e médias de desempenho nas avaliações. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e médias de desempenho nas avaliações do Inep, o Saeb – para as unidades da federação e para o país, e a Prova Brasil – para os municípios.