Pinhais

Iluminação com energia solar economiza até R$ 50 mil por ano no Parque das Águas

A energia solar é limpa e renovável, apresentando muitas vantagens e economia para os cofres do município
(Foto: PMP)

Quando o Parque das Águas foi construído, o projeto foi desenvolvido pensando na preservação do meio ambiente e no conceito de sustentabilidade. Buscando atender a essa questão, foi utilizada iluminação de energia solar.

 

Com a idealização de um projeto inovador, foram instalados 363 postes e luminárias na parte interna do parque: estacionamento, pista de caminhada, ciclovia e área central.

A energia solar é limpa e renovável, apresentando muitas vantagens para o meio ambiente e a saúde das pessoas, pois não há emissão de gases poluentes ou outros tipos de resíduos. 

 

No sistema utilizado no parque, a luminária é autônoma e não utiliza energia elétrica. Em um único conjunto, abriga as funções de geração de energia (placa fotovoltaica), armazenamento de energia (baterias) e iluminação (módulos LED).

 

O engenheiro elétrico e gerente do setor de Iluminação Pública, da Secretaria de Obras Públicas, Wellington de Souza, explica que nesta tecnologia, durante o dia, a energia carrega a bateria e a lâmpada se mantém apagada. Ao anoitecer, a luminária, automaticamente se acende em uma intensidade baixa, e quando o sensor de presença é ativado, a luminária trabalha em sua potência máxima.

 

O gerente relata que esta ideia surgiu devido ao apelo ambiental e de eficiência energética do local, proporcionando um local sustentável e gerando economia aos cofres públicos. "O principal benefício deste projeto é a questão da economia de energia. Estimamos um custo de mais de quatro mil reais mensais de energia elétrica se usássemos o sistema convencional. Com o sistema solar, não temos este custo. Mais uma vantagem é que além da questão da luminária ser autônoma, você faz a instalação e a peça trabalha sozinha. A manutenção acaba sendo bem menor, e outro detalhe, não existiu investimento de cabeamento, não precisando fazer o serviço de fiação" explicou Wellington.

 

O gerente comenta que esta é uma iniciativa inovadora e que pode ser expandida futuramente para outros espaços públicos do município.