Geral

Índice de preços ao consumidor curitibano fecha março em queda

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de Curitiba, calculado pelo Ipardes, fechou o mês de março em queda, com variação de – 0,08%. Foi o menor resultado para o mês, desde 1999. Em fevereiro, o IPC foi de 0,26% e, em março do último ano, de 0,82%. 

No decorrer de 2017, a taxa acumulada figura em 1,09%; no mesmo período de 2016 estava em 2,45%. O índice acumulado em 12 meses está em 4,00% contra 10,77% constatados em março do ano passado. 

Três dos nove grupos de despesas registraram variações de preços negativas na última apuração. O grupo Despesas Pessoais, que em fevereiro se manteve estável, retraiu em março (-2,83%), impactando em -0,2652 pontos percentuais na formação do índice. Transporte, grupo com maior ponderação na composição do IPC, partiu da alta de 1,14% no mês anterior para queda de -0,75%, contribuindo com -0,2228 pontos percentuais no resultado final. 

O grupo Artigos de Residência intensificou o movimento de queda, oscilando de -0,29% para -1,21%, correspondendo a -0,0538 pontos percentuais no índice geral. Habitação saltou de 0,41% para 1,25%. O grupo Alimentos e Bebidas inverteu seu comportamento ao fechar março com alta de 0,62% ante o resultado de -0,48% de fevereiro. Vestuário e Saúde e Cuidados Pessoais apresentaram reação semelhante: o primeiro variou 1,34% no período atual contra -0,89% do mês passado, e o segundo registrou 0,76% em março e -0,14% no período anterior. Comunicação e Educação oscilaram 0,16% e 0,11%, respectivamente. 

Clique AQUI e confira a tabela completa do IPC de março.