Quatro Barras

Linhão da Saúde: um ano beneficiando moradores da área rural

Serviço gratuito oferecido pela Prefeitura ampliou o acesso das comunidades rurais ao atendimento de saúde
Lara fez itinerário junto com moradores. Serviço é importante para retirada de medicamentos controlados, marcação de exames e consultas especializadas (Foto: Diego Tiller/PMQB)

Há um ano a Prefeitura de Quatro Barras criou um serviço gratuito para ampliar o acesso das comunidades rurais ao atendimento de saúde. O Linhão da Saúde, como ficou conhecido, foi um divisor de águas para quem reside nas regiões mais afastadas da cidade e necessita de serviços como a retirada de medicamentos controlados, a marcação de exames e o atendimento em consultas especializadas.

Seu José Maria da Rocha, de 66 anos, e Altevir dos Santos Pires, de 68, moram no Ribeirão do Tigre e falaram o quanto o Linhão melhorou o acesso à saúde. Todos os meses José busca remédios para pressão e diabetes, que são essenciais para seu tratamento. "Essa linha é importante demais. Se não fosse ela, não teríamos condições de levar o tratamento tão à sério. O que antes era uma dificuldade, hoje está nota 10", contou.

Os dois moradores utilizaram o transporte nesta quarta-feira (28), quando o Linhão da Saúde completou um ano de funcionamento. Outras 20 pessoas também fizeram o itinerário da manhã, entre elas o prefeito Angelo Andreatta (Lara), que fez questão de acompanhar a linha, ver de perto a prestação do serviço e conversar com moradores.

Lara disse que a grande motivação de criar a linha foi atender as comunidades rurais, dando acesso e condições para que tenham um acompanhamento efetivo nas Unidades de Saúde. "Hoje, vemos que as pessoas realmente contam com esse serviço, o absenteísmo (ausências) caiu a zero e de fato as pessoas estão cuidando mais da sua saúde. O Linhão é uma política social da Secretaria de Saúde que temos que estabelecer como programa de governo por lei, para que permaneça sempre beneficiando as comunidades rurais", afirmou o prefeito.

Em média, a linha atende cerca de 400 passageiros por mês. O ônibus tem capacidade para 25 pessoas, conta com plataforma elevatória para cadeirantes e passa pelas regiões mais afastadas da cidade. No itinerário estão bairros como Ribeirão do Tigre, Rio do Meio, Monte Alegre, Florestal e as UBS do Palmital e da Campininha. O serviço é oferecido todas as segundas, quartas e sextas, com saídas da Unidade de Saúde da Sede às 8h30 e retorno às 10h, e às 13h30 com retorno às 15h.

A moradora do Palmital, Terezinha Aparecida de Andrade, de 22 anos, todas as semanas leva a filha Vitória, de 5, para fazer sessões de fisioterapia na Sede. "Minha filha nasceu com paralisia e duas vezes por semana faz o tratamento. Sempre usamos o linhão, ele fez toda a diferença", contou a moradora.

Gestantes em risco, pessoas com dificuldade de locomoção, idosos, entre outros, utilizam o transporte continuamente. Os moradores e vizinhos no Ribeirão do Tigre, Marcos Antônio da Silva e Willians Weyll, também falaram dos benefícios da linha. "Pra gente que mora em zona rural tudo é mais difícil. Usamos com frequência o transporte e só temos a agradecer pelo serviço e conforto", ressaltaram.

O secretário de Saúde, Leonardo Presa, disse que a adesão das comunidades rurais aos tratamentos e aos serviços de saúde aumentou muito desde a implantação da linha. "O transporte até a área central sempre foi um dificultador para as famílias acessarem os serviços de saúde. Muitas não tem veículo próprio e as linhas que atendem a área rural são limitadas. Vimos isso na prática e por isso criamos o Linhão", contou.