Geral

Margem do Rio Barigui é desocupada e ganha plantio de árvores

A Prefeitura Municipal de Curitiba realizou um plantio de árvores nativas na beira do rio Barigui, em uma área que era ocupada por moradias irregulares na Vila 29 de Outubro (Foto: Rafael Silva)

A intervenção da Prefeitura de Curitiba na ocupação 29 de Outubro, no bairro Caximba, ganhou mais um capítulo neste início de ano. A margem do Rio Barigui onde moravam irregularmente 18 famílias recebeu o plantio de mudas de árvores nativas, como forma de recuperação ambiental e também para evitar uma nova ocupação indevida.

Em dezembro, os moradores que viviam em constante alerta do perigo de enchentes foram transferidos provisoriamente para casas construídas em parceria com a Organização Não Governamental Teto, em terrenos seguros indicados pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab).

“Essa comunidade estava abandonada. Foi aqui que decidi voltar a ser prefeito, ao ver a situação em que viviam as famílias. Vamos transformar este local no Bairro Novo da Caximba e garantir a dignidade destes curitibanos”, destaca o prefeito Rafael Greca.

Projeto

A Prefeitura está buscando recursos para promover um grande projeto de urbanização do local. O pré-projeto já foi apresentado à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para a análise da viabilidade de financiamento.

A intervenção envolve a relocação de famílias de áreas de risco, a implantação de um dique de contenção de cheias e a construção de um parque linear, além da adequação viária com infraestrutura de transporte, saneamento e abastecimento de água e energia elétrica.

Contudo, as situações mais emergenciais receberam atendimento imediato. Durante 2018, 70 famílias já haviam sido retiradas de condições insalubres e remanejadas para terrenos secos dentro da própria vila.

Após garantir a segurança dos moradores, a beira do rio recebeu o plantio de árvores frutíferas como araçá, guabiroba e pitanga, além de outras plantas como ipês amarelos, pau-brasil, dedaleiro e aroeira. Além dos frutos, as árvores trazem outros benefícios para a comunidade, como locais de sombra e a estabilidade do solo.

Ações

Desde 2017, a Prefeitura tem promovido uma série de ações na Vila 29 de Outubro para melhorar a qualidade de vida das famílias que ali residem. Uma força tarefa na Regional Tatuquara reuniu vários órgãos municipais que prestaram serviços como cadastramento dos moradores e famílias em programas sociais, mutirões de saúde (com médicos e dentistas), emissão de documentos, assistência e orientações de saúde, doação de roupas e de cestas básicas, encaminhamento para vagas de emprego.

Em 2018, o decreto 688 publicado pelo prefeito Rafael Greca definiu a área como Setor Especial de Habitação de Interesse Social (Sehis). Com isso, a Prefeitura passou a poder intervir na ocupação.

As ruas estão recebendo patrolamento e foi realizado um grande trabalho de limpeza das cavas para evitar a propagação de doenças. Em 60 dias foram retiradas 250 toneladas de lixo e materiais diversos.