Paraná

Mesmo na crise nacional, Paraná garante mais R$ 121,5 milhões em investimentos

A agência paranaense do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) assinou nesta quarta-feira (12), em solenidade com o governador Beto Richa, contratos de financiamento no valor de R$ 121,5 milhões com empresas e instituições dos setores de transporte, saúde e educação, distribuidora de livros, cooperativas e produtores rurais.

“O Banco tem sido um dos pilares do desenvolvimento do Estado, é um orgulho do Paraná, porque consegue fortalecer a economia, mesmo em um momento de crise nacional, e prover a necessidade do setor produtivo do Estado”, afirmou o governador.

Na solenidade, Richa também recebeu dos diretores do BRDE, Orlando Pessuti e João Luiz Regiani, o balanço de 2016 do banco, que aponta investimentos de mais de R$ 3 bilhões na Região Sul, dos quais R$ 1,160 bilhão no Paraná. Além disso, foi comemorada a entrega de R$ 60,6 milhões aos associados da Cooperativa Sicredi Campos Gerais, em 20 anos de parceria.

O papel do BRDE no desenvolvimento do Estado foi o destaque do pronunciamento do governador. “O BRDE contribui com o crescimento de muitos setores, como o agronegócio, educacional, de saúde. É importante essa capacidade do nosso banco de fomentar o crescimento econômico do Paraná, beneficiando as mais diversas áreas da economia”, afirmou. 

Ele lembrou que o banco foi capitalizado em seu governo, com um aporte de R$ 200 milhões, que alavanca em sete vezes a capacidade de financiamento da instituição. “Conseguimos resgatar a confiança do empresariado e o Paraná voltou a ser uma terra promissora. Quem trabalha e produz riquezas e empregos merece nosso apoio”, completou.

PROMISSORES – O diretor Administrativo da agência paranaense e vice-presidente do BRDE, Orlando Pessuti, afirmou que, mesmo com a crise econômica nacional, o resultado do banco no ano passado foi satisfatório. “É um balanço positivo, que traz números promissores para a economia paranaense e do Sul do País”, salientou. 

Os ativos totais do banco superaram R$ 16 bilhões no ano passado, explicou Pessuti. “Fechamos o ano com cerca de R$ 13,6 bilhões em ativos (créditos em circulação). A maioria deles, R$ 6,5 bilhões, está no Paraná”, destacou. “Apesar da crise, tivemos um lucro R$ 117 milhões, recurso que irá capitalizar o BRDE, podendo alavancar ainda mais a economia com novos financiamentos”, afirmou. 

FINANCIAMENTOS – Os contratos de financiamento foram firmados com o Hospital do Rocio (Campo Largo); Colégio Marista Paranaense (Curitiba); TGA Transportes Gralha Azul; Livrarias Curitiba; prefeitura de São José dos Pinhais; IR Silva – Supermercados e com o produtor rural Rogério Nogaroli.

O diretor de Operações da agência paranaense do BRDE, João Luiz Regiani, afirmou que os financiamentos do banco ajudam o Paraná a se tornar um ponto fora da curva na economia nacional. “O BRDE é banco que mais apoia o agronegócio do Paraná, mas também fomenta a indústria, o comércio, o setor de serviços e todos os segmentos da economia”, disse. “Mesmo em um momento de crise, temos as condições de promover um nível muito elevado de investimentos no segmento econômico”, ressaltou.

Confira AQUI os valores dos contratos. 

PRESENÇAS – Participaram da solenidade os secretários da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, e do Planejamento e Coordenação Geral, Cyllêneo Pessoa; e o presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa.