Quatro Barras

Mudança de sentido nas vias centrais começa a partir de 15 de fevereiro

Com a proposta de incentivar o comércio e restabelecer o principal acesso à cidade, as avenidas Dom Pedro II, São Sebastião, Nilo Fávaro e Miguel Vidolin passarão a ter sentido duplo
(Foto: PMQB)

Após uma decisão conjunta com moradores e comerciantes em audiência pública, passam a vigorar no próximo dia 15 de fevereiro as alterações de sentido nas vias centrais de Quatro Barras.

As avenidas Dom Pedro II, São Sebastião, Nilo Fávaro e Miguel Vidolin voltarão a ter sentido duplo. Outra mudança será implantada na Travessa Darif, que liga a Rua 25 de Janeiro à Avenida São Sebastião e passa a ser preferencial.

O objetivo das mudanças é favorecer o comércio, facilitar o ingresso de turistas e visitantes na cidade e restabelecer o principal acesso à cidade.


Revitalização da Av Dom Pedro II

Em uma segunda etapa, a Prefeitura ainda vai implantar o projeto de Revitalização da Avenida Dom Pedro II. Nele estão previstas rotatórias, travessias elevadas para facilitar o deslocamento de pedestres, sinalização viária horizontal e vertical, adequação das vagas de estacionamento (que deixam de ser em 45º para acompanhar o sentido da via) e a adequação de calçadas.

É importante lembrar que na transição de sentidos, equipes do QBTRAN vão orientar motoristas para que tudo ocorra da forma mais segura.


Boas expectativas para o comércio

A comerciante Adriana Mangy Ramos abriu a loja Adri Modas há 3 meses na Av. Dom Pedro II e está confiante no aumento da clientela. "Eu tenho outras lojas localizadas em vias de mão dupla. Isso acaba interferindo muito, porque as pessoas encontram a loja em ambos os sentidos. O resultado nas vendas é outro, por isso minhas expectativas são as melhores", disse Adriana.

Bruno Miranda Quadros tem um escritório de advocacia na mesma avenida há 4 anos. "A mão dupla traz mais movimentação na rua e maior visibilidade para o comércio e para os prestadores de serviços. Quem vem da BR hoje não passa aqui na frente, deixa de ver a placa e contratar os serviços", relatou Bruno.

Quem também comemorou a notícia foi a comerciante Luiza Pereira de Paula. Ela é dona da Casa de Produtos Naturais Chartes há 12 anos e sabe como a mobilidade urbana é crucial para as vendas. "Quando houve a mudança de sentido para mão única cheguei a fazer um abaixo assinado pedindo a alteração. O movimento caiu muito, várias outras lojas fecharam as portas. O fluxo faz toda a diferença. Conheci o antes e o depois e vivi isso na prática", contou.

Os comerciantes Vitor Augusto Simião (Guto), dono da loja de roupas esportivas Trade Sports, e Guilherme Creplive Artigas, proprietário da La Gula, têm seus negócios na Av. São Sebastião e também aprovaram as mudanças. "Vai melhorar o fluxo, certamente. Hoje quem vem de Piraquara acaba desviando do comércio porque já desce pela Rua 25 de Janeiro. A mão dupla será importante para aumentar o movimento e as vendas", destacou Guto.