Paraná

Paraná tem oito cidades entre as 100 que mais geraram empregos no Brasil

(Foto: Departamento Fotográfico - SECS)

O Paraná tem oito municípios entre os 100 que mais geraram empregos com carteira assinada em agosto no Brasil, mostra o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Juntas, as oito cidades criaram 5.890 postos de trabalho - 56,6% das 10.399 vagas geradas em agosto no Estado. 
Os dados do Caged foram analisados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Curitiba foi a terceira cidade brasileira, com a criação de 2.811 vagas naquele mês. Além da capital, também aparecem no ranking os municípios de São José dos Pinhais, com 598 vagas (47a posição); Londrina, com 540 (54ª); Maringá, com 430 (66ª); Foz do Iguaçu, com 424 (67ª); Ponta Grossa, com 370 (78ª); Cascavel, com 361 (79ª); e Almirante Tamandaré, com 356 (82ª). 
MAIOR DO SUL - O Paraná é também o estado do Sul com o maior número de municípios no ranking. As cidades catarinenses de Joinville, Florianópolis e Brusque e a gaúcha Caxias do Sul também aparecem na lista. 
O resultado na geração de empregos em agosto no Paraná foi muito favorável, ressalta o diretor-presidente do Ipardes, Julio Suzuki Júnior. “Há uma melhora no indicador de empregos no Paraná maior que no Brasil. Apesar do tamanho do Estado, tanto em número de municípios como de população, há uma participação significativa das cidades paranaenses no cenário nacional no que diz respeito à criação de novos postos de trabalho”, afirma.
SETORES – O setor de serviços lidera a criação de empregos nos oito municípios paranaenses. O saldo de vagas do setor em agosto nessas cidades foi de 3.774, das quais 1.928 foram ocupadas em Curitiba. O comércio ficou na segunda posição na geração de empregos, com 1.096 novas vagas nessas localidades. A construção civil e a agricultura responderam, juntas, por 291 empregos gerados em agosto nos oito municípios paranaenses que aparecem no ranking nacional. 
PARANÁ COMPETITIVO - Já na indústria, há uma maior concentração de empregos fora da capital. Dos 729 postos de trabalho do setor nas oito cidades, apenas 80 foram ocupados em Curitiba. São José dos Pinhais lidera o saldo de empregos industriais, com 173 vagas criadas em agosto. Na sequência estão Cascavel (165), Ponta Grossa (162), Curitiba (80), Maringá (60), Londrina (41), Almirante Tamandaré (30) e Foz do Iguaçu (18).
De acordo com Suzuki, esta pulverização nas vagas da indústria é resultado direto do programa Paraná Competitivo, que priorizou a instalação de empresas no interior do Estado. “A indústria tem um resultado muito relevante. Proporcionalmente, há uma interferência maior na geração de empregos no setor em municípios como São José dos Pinhais e Ponta Grossa, que contam com diversas empresas contempladas pelo programa de atração de investimentos do Governo do Estado”, afirma.