Pinhais

Pinhais realiza palestra sobre a Base Nacional Comum Curricular

A formação foi direcionada para diretores, pedagogos, professores e educadores das redes municipal e estadual de ensino, além da equipe do Departamento de Ensino
(Foto: PMP)

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) promoveu uma palestra que teve como temática as Competências Gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), conduzida pela professora Anna Penido. A capacitação, realizada no Centro de Formação dos Profissionais da Educação (Cenforpe), foi direcionada para diretores, pedagogos, professores e educadores das redes municipal e estadual de ensino, além da equipe do Departamento de Ensino da Semed.

Segundo Ministério da Educação, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica. Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.

Anna Penido

É diretora do Inspirare, jornalista formada pela UFBA, com especialização em Direitos Humanos pela Universidade de Columbia e em Gestão Social para o Desenvolvimento pela UFBA. Em 2011, participou do programa Advanced Leadership Initiative da Universidade de Harvard. Trabalhou como repórter para o jornal Correio da Bahia e para as revistas Veja Bahia e Vogue. Fundou e dirigiu a CIPÓ - Comunicação Interativa. Coordenou o escritório do UNICEF para os Estados de São Paulo e Minas Gerais. Faz parte da Rede Ashoka de empreendedores sociais.

"Agradeço o convite da Secretaria para estar aqui, a ideia foi fazer o máximo de interações com os profissionais para que possamos esclarecer as dúvidas sobre o capítulo introdutório da Base. Este capítulo fala de uma concepção de educação que é muito contemporânea, muito interessante e que realmente está conectada tanto com o que os alunos querem quanto com o que eles precisam aprender para estarem preparados para o século XXI", afirmou Anna.