Quatro Barras

Quatro Barras premia crianças por ações no Mês do Meio Ambiente

Palestras, blitz educativas, teatros, plantio de mudas, oficinas de sucata, feira de adoção e coleta de resíduos especiais mobilizaram crianças, escolas e comunidades
Alunos, professores e equipes das Secretarias de Meio Ambiente e Educação: mobilização positiva à favor da sustentabilidade (Foto: PMQB)

 

 

Uma integração positiva à favor do meio ambiente envolveu crianças, escolas e comunidades ao longo do mês de junho em Quatro Barras. Após uma intensa programação com oficinas de sucata, teatros, palestras, plantio de mudas, feira de adoção de filhotes, coleta de resíduos especiais e blitz educativas, o Mês do Meio Ambiente encerrou as atividades com o reconhecimento dos envolvidos.

Em meio às mais de 3 mil crianças mobilizadas nesses 30 dias, algumas tiveram destaque especial. Na manhã desta quarta-feira (12), 18 delas foram premiadas por suas colocações nos concursos de frases e desenhos e pelos criativos trabalhos produzidos nas oficinas de sucata. Seus respectivos professores também foram premiados.

A pequena Alice Plucenio Massaneiro, que confeccionou uma boneca a partir de latinhas de alumínio, contou o que aprendeu na oficina. "Não podemos jogar lixo na rua. O papel tem que jogar na lixeira azul, o metal na amarela e restos de comida na marrom", contou.

Alice e os demais alunos e professores receberam certificados, medalhas e kits da Secretaria de Meio Ambiente, contendo canecas, bonés, ecobags, squeezes e lixeirinhas para carros.

Atividades

Ao longo do mês foram mais de 150 horas de atividades realizadas, a maior parte delas práticas. "As crianças realmente colocaram a mão na massa. Fizeram plantio nas escolas, colheita de hortaliças no horto, aprenderam sobre separação e reciclagem, e deram um banho de conhecimento. Elas sabem muito sobre o tema e são as melhores multiplicadoras", contou o engenheiro ambiental, Fernando Bunn, que coordenou a programação.

Também foram ministradas palestras para alunos do Centro Estadual de Educação Profissional Newton Freire Maia com representantes do IBAMA sobre o tráfico de animais, e do Bombeiro Comunitário e Defesa Civil sobre desastres ambientais (na maioria resultantes de agressões praticadas contra o meio ambiente).

A coleta de resíduos especiais também trouxe bons resultados. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente, foram coletados mais de 50 litros de óleo de cozinha, medicamentos vencidos, lixo eletrônico e um grande volume de lâmpadas. Todo o material foi destinado à Associação Fukuoka, que está dando o correto destino aos resíduos.

Esses e outros resultados do mês foram apresentados no encontro desta quarta-feira. Uma turma da Escola Municipal Devanira Ferreira Alves também esteve no encerramento apresentando seu trabalho sobre a preservação da araucária.

"Vivemos numa população crescente em que a pressão sobre o meio ambiente é constante, e nada como a conscientização das crianças para a sustentabilidade do planeta no futuro", disse o secretário de Meio Ambiente e Agricultura, Ezequiel Mocelin.

O vice-prefeito Roberto Adamoski disse que o incentivo às novas gerações deve ser permanente e reforçou a importância de intensificar a educação ambiental nas escolas. Também estiveram presentes a secretária de Educação, Adriana Túlio; e o secretário de Governo, Fabrício Haddad Figueira. A Secretaria de Meio Ambiente também agradeceu o apoio de estagiários, voluntários e dos patrocinadores.

Em números, o Mês do Meio Ambiente surpreendeu: além das 3 mil crianças mobilizadas e 150 horas de atividades realizadas, foram distribuídos aos servidores 250 kits, que juntos podem gerar uma economia de 175 mil copinhos plásticos por ano. Outra ação que o meio ambiente agradece.