Geral

Rede de Proteção apreende 21 cães em situação de maus-tratos

A Rede de Proteção Animal da Prefeitura apreendeu 21 cães em uma casa no bairro Pilarzinho. A casa é de uma idosa com possível transtorno de acúmulo compulsivo (Foto: Divulgação)

Em fiscalização nesta quinta-feira (13/12), a Rede de Proteção Animal da Prefeitura apreendeu 21 cães em uma casa no bairro Pilarzinho. A casa é de uma idosa com possível transtorno de acúmulo compulsivo.

Alvo de diversas denúncias via Central 156, o caso já era acompanhado há algum tempo e outras ações foram feitas previamente no local. Nesta manhã, em atendimento a uma denúncia, foi necessária autorização judicial para entrada no local.

Constatou-se maus-tratos – principalmente falta de higiene do ambiente e dos animais – contra os cães das raças shihtzu, poodle, lhasa e maltês. Os animais foram microchipados e encaminhados para lares temporários e protetores independentes ficaram como fiéis depositários dos cães até que estejam aptos para a adoção. A partir de agora receberão atendimento veterinário, banho e tosa.

Além da apreensão, foi aplicada uma multa de R$ 10,5 mil. A ação envolveu, além do Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a Guarda Municipal, a Fundação de Ação Social (FAS) e a Secretaria Municipal de Saúde.

Apenas neste ano, de acordo com o diretor de Pesquisa e Conservação da Fauna, Edson Evaristo, foram feitas outras três tentativas de fiscalização, sem que a moradora autorizasse a entrada dos agentes. "O mesmo aconteceu com a Polícia Ambiental, que também recebeu denúncias por parte da população", conta.

A chefe da Rede de Proteção Animal, Vivien Midori Morikawa, reforça que a participação da população é importante para o trabalho e que as denúncias devem ser feitas com responsabilidade. “Impedir uma situação de maus tratos é urgente e deve ser prioritário, e é importante se certificar de que realmente existe uma irregularidade”, alerta.

Ela lembra, ainda, que estamos em plena campanha do Dezembro Verde, mês de alerta e sensibilização contra abandono e maus-tratos a animais.

Mais ações

Nesta semana, também em atendimento a uma denúncia recebida via Central 156, fiscais da Rede também apreenderam dez coelhos em situação de maus-tratos, abandonados em um imóvel no bairro Portão.

No local, havia animais mortos, carcaças em decomposição. Alguns estavam fugindo e sendo atropelados na rua. O dono do terreno foi multado em R$ 20 mil.

Em 2018 já foram atendidos pela rede 3.110 casos de maus-tratos reportados pela população.