Pinhais

Secretaria de Saúde orienta sobre importância do diagnóstico precoce das hepatites virais

Os exames para Hepatite B e C estão disponíveis na rotina das Unidades de Saúde da Família e do Centro de Controle de Agravos, o qual realizou uma ação recentemente no Bosque Municipa
(Foto: PMP)

Entre os dias 24 a 28 de julho a Secretaria Municipal de Saúde realizou a Campanha de Prevenção e Diagnóstico das Hepatites Virais. Entretanto, a importância da busca pelo diagnóstico precoce é permanente, pois são doenças assintomáticas na fase inicial e podem levar à cirrose ou câncer de fígado em estágios mais avançados.

"A Hepatite C hoje é passível de cura com a introdução de novos medicamentos, já para a Hepatite B existe vacina para se proteger e está disponível para toda a população", explica Dielli Bondan Reis, da Gerência de Infectologia e Vigilância Epidemiológica, do Departamento de Vigilância em Saúde.A vacina para Hepatite A está disponível no SUS, sendo oferecida no Calendário Nacional de Vacinação para crianças a partir de 15 meses a 5 anos de idade incompletos.

Em relação à Hepatite B, a transmissão se dá por sangue contaminado, sexo desprotegido, compartilhamento de objetos perfuro-cortantes e por transmissão vertical (da mãe para o seu feto no útero ou recém-nascido durante o parto). A vacina está disponível no SUS para todas as pessoas. Na criança, é dada em quatro doses, sendo a primeira ao nascer. Nos adultos, que não se vacinaram na infância, são três doses.

A Hepatite C acomete, principalmente, os adultos acima de 40 anos. O tratamento com os antivirais de ação direta, disponível no SUS desde 2015, apresentam taxas de curas superiores a 90%. A doença é transmitida por sangue contaminado, sexo desprotegido e compartilhamento de objetos perfuro-cortantes.

Números

Em 2016, Pinhais registrou 21 casos de Hepatite B e 12 casos de Hepatite C. No ano passado foram 18 casos de Hepatite B e 18 casos de Hepatite C.  O Ministério da Saúde coloca como meta o aumento de 1% de casos diagnosticados ao ano. Um plano pactuado entre o Ministério da Saúde, estados e municípios, pretende eliminar a Hepatite C no Brasil até 2030. "A meta é simplificar o diagnóstico, ampliar a testagem e fortalecer o atendimento às hepatites virais. Atualmente o tratamento disponível no SUS possibilita mais de 90% de chance de cura nos casos de Hepatite C", acrescenta Dielli.

O Brasil registrou 40,1 mil casos novos de hepatites virais em 2017. A Hepatite A é comumente transmitida por água e alimentos contaminados. O Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde informa que os casos da doença mais que dobraram em homens de 20 a 39 anos.

Atendimento em Pinhais

Os exames para Hepatite B e C estão disponíveis na rotina das Unidades de Saúde da Família; informe-se na unidade mais próxima.

O Centro de Controle de Agravos (CCA) realiza exames de segunda a sexta-feira, a partir das 8h por ordem de chegada.  

Serviço

O CCA fica na Rua 15 de Novembro, 92, Centro de Pinhais. Mais informações: (41) 3912-5399.