Pinhais

Unidade de Ensino da Rede Municipal de Pinhais é semifinalista do Prêmio Itaú-Unicef -2018

A Escola Municipal José Brunetti Gugelmin e o Instituto Atleta Bom de Nota foram escolhidos entre outros 3.500 projetos inscritos
(Foto: PMP)

A Escola Municipal José Brunetti Gugelmin e o Instituto Atleta Bom de Nota foram escolhidos entre outros 3.500 projetos inscritos e são semifinalistas do Prêmio Itaú-Unicef -2018. O programa premia e incentiva ações que mobilizam sociedade e escola a atuarem unidas em prol da educação integral.

Neste sentido, a EM José Brunetti Gugelmin firmou a parceria com o Instituto Socioeducativo Atleta Bom de Nota para o desenvolvimento de ações que estimulam o envolvimento da comunidade na escola, além de aproximar ainda mais os alunos deste ambiente. O projeto realizado na Unidade de Ensino da Rede Municipal de Pinhais segue a seguinte temática: Projeto Socieducativo Esporte, Cultura e Educação: parcerias transformando cidadãos.

O Prêmio Itaú-Unicef é uma iniciativa do Itaú Social e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Além da premiação, o Programa realiza ações de formação sobre a temática de educação integral junto às parcerias vencedoras.

A vice-prefeita, Rosa Maria, enfatiza a importância da parceira entre o Instituto e as unidades de ensino. "Este prêmio representa muito para o município que vem se destacando pelas parcerias realizadas. Esta é uma estratégia muito importante para o desenvolvimento educacional de nossas crianças e adolescentes, pois ao se envolverem com atividades de esporte, cultura e lazer, têm resultados significativos na aprendizagem", afirma.

Para a secretária de Educação de Pinhais, Andrea Franceschini, projetos como este colocam Pinhais em posição de destaque. "Precisamos valorizar o trabalho realizado pelos nossos profissionais e este é mais um exemplo do engajamento, de quanto a atuação em equipe gera resultados positivos. Todos os envolvidos estão de parabéns e são merecedores deste reconhecimento", destaca.

A diretora da unidade de ensino, Neiva Elire da Silva Oliveira, conta que desde 2013 a escola mantém a parceria com o Instituto Socioeducativo Atleta Bom de Nota, e que a cada ano os resultados melhoram. "Realizamos diversas atividades no contraturno escolar, com o intuito de tirar as crianças das ruas e promover um complemento do ensino regular para os alunos. Promovemos uma série de ações e percebemos o quanto o efeito desse trabalho está sendo positivo, e mudou para melhor a realidade dos alunos envolvidos", comenta.

O professor Gil Brasil, coordenador do Instituto Atleta Bom de Nota, destaca a importância das parcerias dos projetos que mantém com as escolas municipais.  "O trabalho em conjunto entre os funcionários, professores, pedagogos, diretores, familiares e a comunidade, reflete diretamente no ensino aprendizagem da criança e adolescente, e na sua formação como cidadão consciente", ressalta.

Prêmio Itaú-Unicef

Lançado em maio deste ano, a 13ª edição do Prêmio Itaú-Unicef recebeu mais de 3.500 inscrições de projetos que trabalham pela garantia de direitos de crianças, adolescentes e jovens em todo o país. Os projetos passaram pela etapa da análise preliminar, em que foi verificado se estão de acordo com o regulamento. Na sequência, iniciaram as seleções dos projetos semifinalistas. Neste processo, as iniciativas foram avaliadas por um grupo de aproximadamente 140 avaliadores – representantes das instituições organizadoras e parceiras do Prêmio – das áreas da educação, assistência social, cultura e comunicação. Os encontros de seleção foram realizados na cidade de São Paulo.

Criado em 1995, em um contexto de mudanças sociais na perspectiva da garantia de direitos – com a promulgação da Constituição Federal Brasileira e do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) –, o Prêmio Itaú-Unicef visa identificar, estimular e dar visibilidade a projetos realizados por organizações da sociedade civil e escolas públicas que contribuem para garantir o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens brasileiros em situação de vulnerabilidade social.